março 02, 2007

Açorda de Espargos




Cá vai ela, como foi publicada pela D. Maria de Lurdes Modesto, no Diário de Notícias, nas páginas da "boa vida".
E uma das coisas boas da vida é poder deliciar-se com esta açordinha, a que ela chamou "uma grande receita portuguesa". Assim que apanharem os espargos, experimentem!

Começa-se por alourar 200g de cebola em 2 dl de azeite. Rega-se com a quantidade de água necessária para embeber o pão (400g) e tempera-se com sal. A esta calda juntam-se 200g de presunto, 1/5 kg de galinha e 400 g de vitela, tudo em pedaços. Deixa-se cozer sem pressas, até as carnes ficarem tenras, o que pode levar de 60 a 90 minutos. A meio do tempo, junta-se 200g de salpicão às rodelas.

Quando o belo caldinho estiver apurado, juntam-se as pontas de 300g de espargos bravos e deixam-se amaciar. Entretanto desfazem-se 2 gemas num pouco do caldo e juntam-se à restante, apenas a fervilhar, para as gemas não talharem.

O pão corta-se em fatias que se dispões numa terrina que possa ir ao forno e à mesa; deita-se por cima uma parte do caldo e das carnes, mais uma camada de pão, e assim sucessivamente, até se esgotarem os ingredientes, e tendo em atenção que a última camada deve ser de pão. Deve ficar tudo bem embebido no caldo.

Rega-se o conjunto com 3 colheres de sopa de azeite a ferver e leva-se ao forno até alourar a superfície.

Aí têm a bela receita transmontana.

A imagem é daqui: http://www.lareault.com/asperges.html

4 comentários:

Goretti disse...

Soa muito bem a receita. Vou tentar fazer um dia destes.
Goretti

o avental disse...

Fiquei com água na boca. Valeu a expectativa Parece uma variante de "sopa seca". Difícil será encontrar espargos bravos a quem vive bastante a norte do Tejo. Mas como quem não tem cão...

Eliana Scaramal disse...

Adoro aspargos! Deve ser uma delícia esse prato.

Anónimo disse...

Olá,
este post já é antigo, mas eu andava aqui no google à procura de uma foto das: Cunetas! Não consigo encontrar. Não sei o que é! Mas já comi Cunetas em esparregado, na feira medieval de vila viçosa! soboroso! Comi também uma sopa de feijão a alabaças! Bem... só falta ver as fotos dessas plantas!

* peço desculpa mas não tenho blog. por isso o post anónimo!
cumprimentos,
carlos