março 26, 2007

Bolo de Amêndoa



Aqui fica a sugestão de um bolinho de amêndoa para a Páscoa, simples e amanteigado.
Fi-lo pela primeira vez há alguns dias e entrou imediatamente para o meu caderninho de favoritos.

Leva:
80 g de miolo de amêndoa moído
200 g de farinha com fermento
1/2 colher de café de bicarbonato
1 pitada de sal
300 g de açucar (340g na receita original)
170 g de manteiga amolecida
4 ovos grandes
1 e 1/2 iogurtes naturais
raspa de 1 limão
4 ou 5 gotas de extracto de amêndoa

Primeiro bate-se o açucar com a manteiga amolecida, em creme. Juntam-se os ovos, um a um, e bate-se bem entre cada adição. Junta-se o iogurte, a raspa de limão, o sal, e o extracto de amêndoa. Por fim vai a farinha, misturada com as amêndoas em pó e o bicarbonato. Mistura-se novamente para a massa ficar bem homogénea. Levar ao forno em forma bem untada com manteiga e polvilhada com farinha por cerca de 40 minutos, ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco.
Podem decorar a gosto, polvilhar com açucar glace e amêndoas coloridas, por exemplo...

É mais uma receita do blog "le hamburguer et le croissant", da Estelle, com as quantidades dobradas.

6 comentários:

Eliana Scaramal disse...

Sabe que alguns dias atras vi uma receita de bolo de amêndoas, agora chego aqui e dou de cara com essa foto linda! Vou ter que fazer. hehe

o avental disse...

Tem muito bom aspecto e fez-me fome, sou extremamente guloso, mas com menos gula do que a pesada inércia que me tolhe quando penso em fazer um bolo :( Há dois ou três anos, fazia-os, e bem. Há tempos, pelo Natal, quis fazer um pão-de-ló para o cortar às fatias, passá-las por gema de ovo e cozê-las numa calda de açúcar em ponto de pérola (receita do livro do Não-sei-quê Saramago, Doçaria Conventual Portuguesa, acho que é este o título).

Pois faltou-me a paciência para, na massa espumosa dos ovos batidos com o açúcar, misturar lentamente, de baixo para cima como mandam as regras, qualquer coisa como 40 g de farinha. Meti-lhe a máquina de bater, não regulei a temperatura para os 220 ºC, mas para os 180ºC comuns a tantos bolos. Resultado: no fundo tinha uma placa dura que parecia de borracha :( Mais do que para a cozinha, é preciso muita tranquilidade, atenção e paciência para a pastelaria e ainda mais para a confeitaria.

O blogue da ligação tem bolos apetitosíssimos.

Desculpe-me o tamanho do comentário.

Paula disse...

Faça o bolinho, Eliana, que não se arrepende...

Paula disse...

Pois é, Avental, os bolos são assim: não se dão muito com as pressas! Também já fiz das boas... e é assim que mais se aprende.

Fátima disse...

Paula, tem um óptimo aspecto...e o bicabornato será essencial?? Senão, fazia-o já para amanhã!!!

Paula disse...

Fátima, pode substituir o bicarbonato por 1 colher de café de fermento em pó... deve funcionar.