junho 06, 2016

Arroz com Atum, do José Alexandre



Arroz com atum é comida de estudante, rápida e saborosa :)

Há muitas versões (clic); esta é só mais uma, e encontrei-a no Pronto a Comer,do chef José Alexandre. O livro está recheado de sugestões simples e práticas para "marmitar", que é coisa que faço todos os dias!

É uma boa receita para aproveitar sobras de arroz cozido e transformá-lo numa nova refeição.

Faz-se assim:
Salteia-se uma cebola picada e um dente de alho laminado em azeite. Adiciona-se um pimento vermelho cortado aos cubinhos, e uma courgette, também cortada aos cubos. Tempera-se a gosto com sal, pimenta e oregãos. Eu pus coentros... Deixam-se cozinhar os legumes por alguns minutos - o ideal é ficarem ainda crocantes. 

Adiciona-se esta mistura ao arroz cozido, assim como o atum, ovos cozidos, passas e amêndoas laminadas. Eu não juntei passas nem amêndoas, esqueci-me...
Envolve-se tudo muito bem e tempera-se com mais sal e pimenta, se necessário, e eventualmente mais um pouco de azeite.

Pode servir-se frio ou aquecido, e acompanha muito bem com uma saladinha. 




janeiro 27, 2016

Bolachas de banana e aveia


Bolachinhas dietéticas feitas pela Margarida, para quem gostar destas coisas super saudáveis e sem açucar. Confesso que não sou fã...

É só misturar bananinhas bem maduras, esmagadas, com flocos de aveia. Moldar as bolachinhas e colocar por cima pepitas de chocolate ou passas, a enfeitar.

Levar ao forno bem quente e cozer até ficarem douradinhas, sem deixar secar demasido.
E aí têm um snack super saudável e energético ;)


janeiro 17, 2016

Bolinhos de Fava e Courgette




Cá em casa todos gostamos muito de legumes, confeccionados de toda a maneira, por isso não é preciso disfarçá-los  nem escondê-los, como fazemos tantas vezes quando temos filhos pequenos renitentes a comer coisas verdes...
Mas para quem tem que fazê-lo, aqui fica uma boa sugestão, que também serve para quem quiser apresentar coisas verdes de uma forma diferente :)

A receita é, salvo erro, da Laranjinha :)

Cá vai então:

2 c. sopa de farinha
2 c. sopa de maizena
1 c. chá fermento
2 c. sopa de azeite
2 c. sopa de queijo ralado
1 c. sopa de coentros picados
2 ovos
2 queijos frescos pequenos
1 c. chá de sla
1 courgette pequena ralada
100g de favas descascadas ou ervilhas cozidas

Misturar as farinhas com o sal, o fermento e o queijo. Juntar o azeite e os ovos e misturar bem. Juntar os legumes e os coentros picados e envolver bem na massa.
Cozer em forminhas untadas e enfarinhadas, por cerca de 20 minutos, a 180ºC. Verificar com um palito antes de retirar do forno.




dezembro 08, 2015

Outra entrada vapt, vupt!...


Esta ideia surgiu-me um dia que tinha um sobrinho para jantar connosco, pouco tempo e nenhuma entrada... Folheando o livro Bolos Salgados na Caneca lembrei-me de fazer um, e apresentá-lo assim.
Não é uma entrada muito especial, mas deu cor à mesa e desapareceu num instante, porque é um bolinho muito saboroso! E que se prepara em cinco minutos :)




1 ovo
1 pitada de sal e pimenta
3 colheres sopa azeite
1 colher sopa crème fraîche
5 colheres sopa rasas de farinha
2/3 colher café de fermento
1 filete de sardinha em conserva
1 colher sopa rasa de cebola bem picada
4 azeitonas pretas picadas
meia colher de café de alecrim
Numa caneca: adicionar e bater sucessivamente, com um garfo, o ovo, o sal, a pimenta, o azeite, o crème fraîche , a farinha, o fermento, a sardinha, a cebola, as azeitonas e o alecrim. Polvilhar com uma pitada de alecrim. Cozer no microondas durante 1 min e 10 seg (800 watts). O meu demorou mais tempo a cozer; tudo depende do modelo da caneca (mais alta, mais larga,,,) e do aparelho propriamente dito. Se necessário aumentar o tempo de cozedura por fracções de 10 segundos.

Para servir cortei o bolo em pequenos quadradinhos e coloquei por cima uma rodela de cornichon e um pedacinho de pimento vermelho assado, tudo preso por um palito.


dezembro 04, 2015

Era para serem trouxinhas... Tacinhas de farinheira e maçã com grelos :)


Inspiradas numa receita do mesmo livro de que falei no post anterior, estas tacinhas de farinheira e maçã, constituíram uma entrada muito simpática num dos nossos jantares cá de casa.

A fotografia não lhes faz jus, primeiro porque não as fechei, como se faz às trouxinhas, tendo-me socorrido dos ramequins para ser tudo mais rápido,  e depois porque mesmo abertas ficam muito mais bonitas depois de desenformadas :)

Experimentem!


Precisam de:

1 farinheira (acho que da próxima vez experimento com alheira ;)
2 maçã reineta
18 folhas de massa filo
750g de grelos
cebolinho, manteiga, sal, azeite, vinagre e pimenta preta

Retira-se a pele à farinheira e salteia-se numa frigideira, desfazendo-a com uma colher de pau; junta-se a maçã, descascada e cortada aos cubinhos. Retira-se do lume e reserva-se.

Cozem-se os grelos em água temperada com sal Escorrem-se e reservam-se quentes.

Derrete-se um bocadinho de manteiga e pincelam-se as folhas de massa filo, dobram-se em quatro partes e coloca-se um pouco de recheio de farinheira e maçã no centro. Forma-se um embrulhinho e ata-se com um fio de cebolinho. Procede-se de igual forma com a massa e o recheio restantes.

Colocam-se as trouxinhas num tabuleiro e levam-se ao forno bem quente por 5 minutos.

Entretanto, prepare o molho para os grelos, misturando o azeite, o vinagre, a pimenta e um pouco de sal.

Para servir dispõem-se os grelos no prato, regam-se com o molho e colocam-se os embrulhinhos por cima.

Fácil e muito saboroso!









novembro 28, 2015

Pizza à Pescador

Com a Margarida mais disponível, ela que é a minha fotógrafa de serviço, talvez o Rap'ó Tacho conheça nos próximos tempos melhores dias, que é como quem diz, novos posts :)

E vamos já ao primeiro!

A receita desta pizza foi inspirada pelo Chef Tiger, (clic!) e soube-nos a pouco!

As sardinhas em óleo que havia cá em casa é que não foram suficientes, e tive que abrir também uma lata de sardinhas em molho de tomate (como podem verificar pela fotos).

 Pormenor da pizza antes de ir para o forno; aliás não há fotos depois de sair do forno, porque não deu tempo para as tirar!...


Não se trata de uma pizza convencional, visto que não é feita com massa de pão, mas sim com massa folhada. De compra, ainda não me atrevi a confeccioná-la eu mesma.

Eis a receita, tal como consta no livro, lindo por sinal, e cheio de outras excelentes sugestões ... 
Em matéria de pizzas encontram por exemplo uma de favas e enchidos verdaeiramente surpeendente!


Desenrolem a massa folhada e espalhem sobre ela 100g de queijo mozzarella ralado;

Espalhem também dois tomates maduros, sem pele e fatiados;

Sobre o tomate e o queijo espalhem também uma cebola às rodelas e um pimento verde, também cortado às rodelas;

Juntem orégãos a gosto e mais 100g de queijo ralado;

Abram uma lata de sardinhas em óleo, retirem a espinha dorsal e espalhem os filetes assim obtidos sobre a pizza;

Decorem com azeitonas pretas (aquele dia não tinha, mas acho que fazem a diferença...) e reguem com um fio de azeite;

Levem ao forno pré-aquecido a 200ºC durante cerca de 15 minutos e regalem-se!




Ainda crua...


agosto 03, 2015

Petingas em molho de escabeche



Sabem que mais? aproveitem estarmos agora em plena estação do tomate, o bom, o verdadeiro, preparem um excelente arroz malandrinho ou não, conforme o gosto, com ele, bem madurinho, e comam com umas petingas de escabeche!

Se não gostarem de arroz de tomate não faz mal, porque as petingas também são boas com açorda, de tomate ou não, ou mesmo só com um naco de bom pão fresco.

Para as migas, ou açordas, façam clic!

Eu deixei-lhes as cabeças, e enfarinhei-as antes de as fritar, mas há quem não o faça. Para o meu molho de escabeche procedi como aqui.

Bom apetite! ;)




junho 05, 2015

Ainda o wok...


Com o calor perdemos a vontade de passar muito tempo na cozinha, mas não a vontade de comer comidinha saborosa!

Um bom aliado para cozinhados rápidos e deliciosos é o wok: Um almoço ou jantar delicioso prepara-se em poucos minutos.

Neste caso dei uso a 3 fatias de picanha que temperei com alho, pimenta, sal, molho de soja e uma colher de sopa de vinagre de arroz. Reservei.


Lavei e preparei os legumes; cozinhei uma embalagem de noodles segundo as instruções do pacote e reservei.

Entretanto aqueci o wok, juntei azeite e salteei a carne, depois de escorrida da marinada. Reservei, mantendo-a quente.

Comei então a saltear os legumes: uns flocos de malagueta, cebola às rodelas, pimento em tiras, e depois courgette aos quadradinhos e ervilhas tortas partidas ao meio.

Deixei cozinhar mexendo de vez em quando, juntei a marinada e rectifiquei os temperos. Quando ficaram a meu gosto (gosto dos legumes crocantes!) misturei a massa e finalmente a carne. Salpiquei com algumas sementes de sésamo e gotas de vinagre balsâmico.

Leva mais tempo a dizer que a fazer!