julho 03, 2006

Carne em vinha-de-alhos, guisada

Faço muitas vezes a carne assim, já a via fazer à minha mãe, e mantenho a tradição.
Fica com um gostinho bem português, ainda que não seja uma receita requintada para servir numa festa, mas daquelas domésticas, do dia a dia...

Para a vinha-de-alhos uso: alho esmagado, louro, sal e pimenta (em grão), um pouco de piri-piri, vinho branco, um pouco de vinagre e um gole de água, um ramo de cheiros.

Põe-se a marinar a carne cortada aos cubos (pode ser de vaca ou porco) de véspera.
No dia seguinte escorre-se e aloura-se num pouco de banha ou margarina, e retira-se do tacho.
Na gordura refoga-se cebola picada, polvilha-se com um pouco de farinha e vai-se juntando o líquido da marinada e caldo de carne aos poucos, para fazer molho.
Junta-se a carne, e deixa-se cozer suavemente em lume brando, até ficar macia.
Servir com acompanhamentos simples, como batatas salteadas ou em puré, ou arroz branco.

6 comentários:

colher-de-pau disse...

Eu também gosto muito de carne assim temperada em vinha de alhos.
Já agora, reparei q no blogue do mestre Kuka, dizes q é raro ver receitas de coelho. Eu, por acaso até tenho uma no meu blogue (Coelhinho frito com arroz de forno) e também costumo fazer estufado, depois de marinado 24 horas em vinha de alhos a acompanhar com arroz branco ou puré. Experimenta q é muito bom!

Paula disse...

Já fui ver... então não é que me tinha escapado o coelhinho frito? cada blog é um mundo! Ainda por cima com arroz de forno, de que gosto tanto.

o avental disse...

Adoro estes pratos de sabor antigo. A vinha-d'alhos é muitas vezes, como aqui, um elemento precioso. É bom manter-se a tradição e pensarmos sobre os seus inúmeros pratos, escolhermos os que devem ficar tal qual (como este) e os que devem evoluir a partir da tradição, aligeirando-a sem a trair (acompanhamentos e apresentação, por exemplo). Penso nisto muitas vezes.

Paula disse...

Avental, completamente de acordo consigo...

Mónica disse...

Olá Paula!

e que tal uma receitinha de borrego assado no forno bem temperadinho!?
Nunca fiz e o meu marido gosta muito, ando atrás duma receitinha, tem alguma sugestão?

1 beijinho!

Paula disse...

Mónica, tenho pois... eu asso o borreguito de leite como faz a minha mãe para o cabrito estonado à moda da beira, hei-de postar a receita.

Mas para já, o mestre Kuka postou um borrego assado aqui, que me parece muito bem: http://esfomeado.blogspot.com/2006/02/borrego-assado-no-forno.html

Cuidado com o sebo, é preciso retirá-lo todo, senão fica com aquele sabor típico a lã de que não gostamos nada!