junho 26, 2010

Do quintal



Algumas das frutas que mais aprecio são também das mais efémeras. Espero ansiosamente durante meses pela sua chegada e logo desaparecem, como acontece com as cerejas do nosso quintal.

Evidentemente há por cá ainda muitas cerejas à venda (o Fundão é mesmo aqui ao lado...), mas comprá-las não é a mesma coisa que empoleirar-me na cerejeira, colher e comer... Sim, podem não acreditar, mas eu continuo a trepar à cerejeira, tal qual como quando era pequena!

Como agora começam a cair ao chão, meias murchas, estou a pensar seriamente em recolher algumas para secar como se fossem passas, e utilizá-las em futuras realizações culinárias...

2 comentários:

Cristina disse...

Tens cerejeiras no quintal???? Também quero!!!

temperoespecial disse...

Que delícia!
Já experimentou fazer doces? Ou batê-las no liquidificador e congelar? Aí quando quiser para fazer tortas, sucos, doces, é só descongelar e usar normalmente!