setembro 22, 2007

Cabeça Negra

Cabeça Negra é o nome de um delicioso bolo de chocolate, cuja receita figura no livro "Doçaria Tradicional Portuguesa", do Chefe Silva:



Fi-lo para o aniversário do meu irmão. É uma guloseima irresístivel! Os amantes do chocolate não o podem perder!
Só há um senão: modifiquei o processo de preparação... Como o resultado foi excelente, vou dar a receita tal como a executei.

Para a massa precisam de :

100g de farinha
25 g de bom chocolate em pó
5 ovos
200g de açucar
1 colherinha de café de fermento em pó (a receita não o indica, mas eu pûs)
1 pitada de sal (a receita também não o indica)

E para o recheio e cobertura:

2,5 dl de natas frescas
50g de açucar
100g de chocolate de cobertura, negro
50g de chocolate de cobertura, doce
um pouco de óleo

Peneirei a farinha com o chocolate, o fermento e o sal.
bati as cinco claras em castelo bem firme e juntei o açucar. Bati de novo e juntei as gemas. Em seguida juntei delicadamente a mistura de farinha, já sem bater, envolvendo apenas.

Foi a cozer numa forma bem untada e polvilhada de farinha, em forno a 160ºC, previamente aquecido.leva cerca de uma hora a cozer.
Convém deixá-lo arrefecer na forma. Eu deixei-o arrefecer no forno, com a porta aberta, para evitar que descesse muito, porque é muito fofo.

Para o recheio basta bater as natas em chantilly e juntar-lhes as 50g de açucar.

Depois de frio e desenformado corta-se o bolo em três partes e recheia-se com o chantilly. Reconstitui-se e barra-se também por fora.

feito isto convém pôr o bolo no congelador por algum tempo, para o chantilly prender.
Entretanto derretem-se o chocolate negro e de cobertura, misturam-se e junta-se um nadinha de óleo, para que a mistura fique mais fluida e fácil de aplicar. Quando frio verte-se sobre o bolo, de forma a cobri-lo completamente.

A sugestão de apresentação mostra-o decorado na base com rosetas de chantilly, e foi isso mesmo que eu fiz.

Servir bem frio!

14 comentários:

Laranja com Canela disse...

Paula
esse bolo tem um aspecto tentador. Adoro chocolate.

Paula disse...

Não deixe de experimentar, é mesmo uma delícia! :)

Geórgia disse...

Você é bem caprichosa, ficou lindo. Deu vontade de uma provinha! Bjs.

receitinhas da belinhagulosinha disse...

k maravilha eu aforo bolinhos com chocolaTAE..E K BOM ASPECTO...ÁS VEZES AS NOSSAS MUDANÇAS FICAM MUITO BEM...BJOKAS

Elvira disse...

O seu bolo ficou mesmo irresistível, Paula! :-)

Beijinhos.

Docescozinhados disse...

Eu sei quem vai gostar muito que eu faça este bolinho!!
E como prometi fazer um hoje, quem sabe não sai mesmo este!
Está um espetáculo.

Marizé disse...

Que bolo fantástico, eu não resisto a um bolo de chocolate com um copo de leite fresquinho.
Gostei das modificações, um aperciador de chocolate sabe que uma pitada de sal realça o sabor.
Parabéns

Eliana Scaramal disse...

Ulálá!! Que lindo!! Amei!

Anette disse...

Que aspecto magnifico... até fiquei deprimida por não poder provar... que aspecto... estas imagens deviam vir com cheiro! Beijoca grande

Mónica disse...

delicioso!

Anónimo disse...

Preciso de Ajuda

Já fiz este bolo 2 vezes, e das 2 vezes não ficou bom.
Depois de colocar o palito par ver se ja estava cozido, parece que ganhou um furo, e mingou,sem dar para cortar e rechear.

Paula disse...

Tenho muita pena que não tenha corrido bem.Embora o bolo seja delicado, nunca me aconteceu nada semelhante...
Note que a temperatura do forno não deve ser elevada; o bolo coze lentamente.
Não terá aberto o forno antes de tempo? Já estava cozido?

Eu costumo deixar bolos como este arrefecer um pouco dentro do forno, com a porta entreaberta, antes de desenformar.

Se voltar a tentar dê notícias. Boa sorte! ;)

Anónimo disse...

A ideia com que fiquei, é que o bolo ao cozer ganhou uma crosta, parecendo já estar cozido, mas por dentro ainda estava cru.
A porta aberta experimentei, mas o bolo ficou seco de mais.
O segredo deve ser mesmo cozer lentamente, e antes de colocar o palito mexer um pouquinho, para ver se ainda está liquido.

Obrigada

barcelence disse...

Caro Anónimo,
Esta ajuda é tardia mas se fores guloso, hás-de continuar a espreitar a receita, por isso... aqui vai:
Nunca mais me voltou a correr mal qualquer receita de bolo "tipo pão-de-ló" (com isto refiro-me a bolos sem gordura na massa), desde que segui o concelho da Mª de Lurdes Modesto para a cozedura deste tipo de bolos: começar com o calor no máximo, a vir de baixo (da placa inferior). Depois, reduzir a temperatura de 15 em 15 minutos.
Claro que o ideal é coze-lo como manda o Chef Silva e ter o resultado perfeito da Rap'ó Tacho, mas até lá chegarmos, usa a dica e verás!