agosto 20, 2011

Torta de Bacalhau


Esta torta de bacalhau foi cozinhada e comida em muito boa companhia, durante as férias que passaram. Feita a partir de uma receita facultada à minha amiga Lena, muito alterada por nós duas, que a cozinhámos a quatro mãos, resultou em cheio!
Comêmo-la ao jantar, acompanhada por uma salada fresca. Deliciosa!

Vou descrever a receita tal como nós a executámos, fazendo apelo à memória. É muito fácil de fazer.

Usamos:
2 embalagens de migas de bacalhau de 400g
5 ovos (gemas e claras separadas)
4 colheres de sopa cheias de farinha de trigo
Salsa picada e pimenta
1 cebola média
azeite q.b. e sal, se necessário
2 dentes de alho

Recheio:
1/2 frasco pequeno de maionese de compra
500g de camarão descascado, congelado
1/2 frasco pequeno de pickles

Papel vegetal para forrar o tabuleiuro do forno (grande... 40x40)

Demolhar o bacalhau atempadamente,escorrer bem e desfiá-lo muito, muito fininho.

Fazer um refogado com a cebola, os alhos e o azeite, sem deixar alourar demasiado.Juntar o bacalhau e deixar suar durante uns minutinhos. Juntar a salsa picada e temperar com pimenta. Verificar o sal.
Deixar arrefecer um pouco e, já fora do lume, juntar a farinha e as gemas. Nós fizemos estas operações com a batedeira eléctrica, o que desfiou ainda mais o bacalhau. Por fim juntar as claras, previamente batidas em castelo.

Forrar o tabuleiro com o papel vegetal e untá-lo com azeite; espalhar a massa no tabuleiro e levar a forno bem quente até cozer e alourar ligeiramente por cima. Aqui não sei dizer quanto tempo demorou... fomos deitando o olho, e no último minuto liguei o grill só para dar cor. Mas foi muito rápido.

Para o recheio cozemos os camarões apenas em água e sal (cuidado para não cozerem demais!). Barrámos a torta com a maionese, espalhámos por cima os pickles picadinhos e os camarões cozidos, e enrolámos.

Enfeitámos com um fio de maionese e azeitonas sem caroço, às rodelas.


6 comentários:

moranguita disse...

ai tao boa, como adoro bacalhau vou guardara esta receita
beijinhos

MarcoLino disse...

E quando pensamos que já tudo foi inventado acerca do "fiel amigo", eis mais uma receita que, pelo aspecto, parece ser deliciosa.
Adoro bacalhau de qualquer maneira.

Anónimo disse...

Pois é cunhadinha era tao boa que o teu irmao até jà tirou a receita continua a fazer boas coisinhas e muitos beijinhos

Anónimo disse...

não falta leite na receita???

Anónimo disse...

como colocou a farinha sem qq líquido.

Paula disse...

Não, não colocámos leite nem qualquer outro líquido; a farinha mistura-se com os restantes ingredientes como descrito, para dar consistência à torta. A cebola do refogado e as cinco gemas são suficientes para absorver as 4 colheres de farinha.
Não há qualquer engano, experimente e vai ver como dá certo!

Cumprimentos,
Paula.